Veja como montar um fluxo de caixa da sua empresa com pequenos passos

Você já ouviu falar que para dirigir um negócio, o dono precisa ter noção de todos os aspectos da sua empresa? Isso é verdade e um dos principais pontos que pode definir o futuro do seu negócio é o setor financeiro.

O fluxo de caixa é o segredo para o sucesso de muitos empreendedores ao redor do Brasil e por isso, o quanto antes você estiver por dentro do assunto, melhor para o seu bolso e para o seu negócio. Vamos aprender?

Como criar um fluxo de caixa?

O fluxo de caixa representa o registro de todo o dinheiro que entra e todo o dinheiro que sai para o pagamento de contas ou gastos básicos. Esse número é muito importante para o seu negócio e por isso, vamos ensinar em alguns passos simples como você pode começar esse método.

Decida quando vai fazer o fluxo de caixa

O fluxo de caixa é responsável por oferecer dados importantes para a sua empresa e você pode escolher fazê-lo diariamente, semanalmente ou mensalmente. Como nem todo mundo possui tempo disponível para realizar o processo com tanta frequência, é mais comum registrar o fluxo de caixa um ou duas vezes ao mês.

Escolha um programa para começar o registro

Na internet, você pode encontrar programas específicos para a criação do fluxo de caixa, mas é possível utilizar plataformas simples como o Word ou Excel. Não é interessante fazer o fluxo em papéis, pois a perda de um registro de gasto já pode interferir nos números do seu negócio.

Crie o hábito de registrar tudo

O registro de entrada e saída de dinheiro é o ponto alto do fluxo de caixa e sem isso, a ferramenta não funciona, por isso, crie o hábito de registrar tudo. Se possível, tente anexar recibos, receitas e notas fiscais dos lucros e gastos para que tudo possa ser comprovado no final do mês.

Classifique os gastos

Uma dica interessante para manter a eficiência do processo é classificar os gastos menais da empresa. or exemplo, se você tem gastos básicos com água e luz, crie uma categoria para isso. Se você tem funcionários, coloque o gasto com o pagamento deles em outra aba e siga dessa forma.

Faça comparações com os dados

É preciso comparar o saldo inicial do caixa com o saldo final após o pagamento de contas. Além disso, você deve estar sempre comparando os gastos de um mês para outro, a fim de evitar desperdícios.