O Renda Brasil vai colocar um fim no Abono Salarial?

Quem tem acompanhado as últimas notícias, já deve ter ouvido falar no Renda Brasil. O novo programa do Governo tem gerado duvidas para os brasileiros, afinal, ele vai ou não vai acabar com o abono salarial?

O Renda Brasil é o novo programa do Governo e estará trazendo muitas mudanças para os brasileiros que se utilizam de programas sociais e até para aqueles que atuam através da carteira assinada. Mas antes de tirar maiores dúvidas sobre o assunto, vamos conhecer um pouco mais sobre este projeto.

O que é o Renda Brasil?

O Renda Brasil é o novo projeto do Governo Bolsonaro que visa unir diversos benefícios e dar uma “cara” nova para programas que são a marca dos governos anteriores, como é o caso do Bolsa Família.

Além do Bolsa Família, este programa estará unificando benefício como o Seguro Defeso, que é um recurso financeiro oferecido para pescadores que não podem atuar durante o período de defeso do peixe.

O Renda Brasil também trará a unificação do salário família, que é um benefício de transferência de renda, e do abono salarial, que é um direito dos trabalhadores brasileiros que s encaixam nas regras do benefício.

O que é o abono salarial?

O abono salarial é um benefício do trabalhador brasileiro que está dentro dos requisitos de recebimento do calendário do PIS em 2021.

Alguns desses requisitos incluem ter registro na carteira de trabalho há, pelo menos, 5 anos; receber até dois salários mínimos vigentes e estar com os dados devidamente cadastrados na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Vale mencionar ainda que o PIS é o programa responsável pelo pagamento do abono salarial para quem atua na rede privada. Os servidores da rede pública estarão recebendo o benefício do abono, que pode ser equivalente a até 1 salário mínimo, através do calendário do PASEP em 2021.

O abono salarial chegará ao fim?

Mas afinal, o benefício do abono salarial chegará ao fim? Como mencionado, o programa estará sendo integrado ao recurso do Renda Brasil, que promoverá transferência de renda mensal.

O valor equivalente da bolsa promovida pelo programa pode variar entre R$250 a R$300. Para ter acesso ao recurso, os interessados devem estar atentos às regras do Renda Brasil.

É importante ressaltar que a unificação dos programas mencionados não resulta no fim deles, mas sim na unificação dos mesmos, que poderão continuar beneficiando quem estiver de acordo com os requisitos.